domingo, 18 de março de 2012

BANHEIRO PÚBLICO DA LAPA!

me chamo Fábio, sou moreno claro, tenho 22 anos 1,83 de altura, Bonito. Esse é o meu primeiro conto mais pretendo contar outros.
Essa historia aconteceu comigo ontem no dia 22. Moro no Rio de Janeiro e aqui todos sabem que o frevo da noite carioca, na sexta -feira, e a Lapa [Barro boêmio, além de um belíssimo cartão postal] Trabalho a noite pro S.E.O.P. [Secretária Especial de Ordem Publica, RJ]
Com isso às vezes tenho que ir pra determinados bairros pra ajudar na ordem do estado.
Como ontem não tinha muita coisa pra se fazer fiquei bebendo com amigos que estavam na Lapa, Conversa vai e conversa vem, senti a imensa vontade de Mijar.
Fui ao determinado banheiro publico, quando estava na fila veio um menino Lindo, Lindo mesmo, não é besteira de contos pra não assumir que pegou um cara feio.
Ele já veio abrindo a calça ainda na fila. Dei um passo a frente mostrando pra ele que eu estava na fila e ele estava cortando.
Ele: Você tá na fila?
Eu: Sim estou.
Nesse instante ele já estava com o zíper aberto e mostrando um pacote delicioso em uma cuequinha preta, Não teve como não dar uma olhada com o que ele percebeu.
Ele: Você gosta né?
Eu: Gostar do que? [Me fingindo de Sonso]
Ele: Disso, vou até dar uma balançada só pra te deixar com água na boca.
Nesse minuto olhei mesmo e voltei a olhar pro céu, foi uma das ereções mais rápidas que tive na vida.
Ele: Eu não sou gay não, sou Hétero, mais não tenho preconceito nenhum, tenho amigos que são, quer o telefone deles? Tem forte, Magrinho, Gordinho.
Eu: Não brigado. Sou casado. [Nisso mostrei minha aliança prata na minha mão esquerda. [Namoro a 3 anos com o Danilo, que é lindo 1,88 sarado, Branco com uma piroca 19 centímetros e grossa pra caramba que eu adoro e que nesse mesmo dia tínhamos brigado feio.]
Ele: Vai dizer que você não trai?
Eu: não, não traio.
Ele: Me diz você é Homem ou mulher ,na cama?
Eu: Eu sou Homem só gosto de homem.
Nisso o menino que estava no banheiro saiu e eu ameacei entrar e ele se colocou na minha frente.
Ele: Deixa passar na frente, eu sou Macho.
Eu: Foda-se que você é macho. Eu estava na fila. Nisso ele abriu a porta e ameaçou entrar.
Ele: Posso entrar?
Eu: Por mim não tem problema [Eu loco pra ele entrar]
Ele: Se eu entrar você não vai me tarar né?
Ele: Claro que não [Seria a primeira coisa que ia fazer... RS]
Ele: Você vai me chupar?
Eu: Não. [Claro que era ao contrário]
Ele: Você vai me dar ai dentro?
Eu: Não. Se você não for entrar então fecha a porra da porta.
Nisso pra minha surpresa ele entrou com tudo e trancou a porta.
Ele: Você é Marrento pra caralho.
Ele me lascou um beijo tão gostoso e com tanta excitação que eu estava explodindo de tesão. Minha mão percorreu o corpo dele e foi direto ao meu Objetivo, O pau dele que estava pulsando e vibrando.
Quando toquei e fiquei medindo aquele pau fiquei até com medo ele era enorme [Nem cheguei a descrever o Tal menino, Ele era mais alto do que eu talvez um palmo, Branco, Olhos castanho, Cabelo preto estilo militar e com um corpo delicioso com uma cara de safado.]
Enquanto eu sentia a língua dele invadindo a minha boca e tentando ao Maximo se infiltrar na mina garganta.
Ele: Me chupa Sua puta.
Abaixei ali mesmo e puxei a bermuda dele um pouco pra baixo e fui dando mordida no pau dele por cima da cueca e olhando aquele mastro que duro devia ter uns 22 centímetro, então puxei ele pra fora liberando ele da sua Prisão e direto pra minha boca.
Chupei como um bezerro desmamado e ele apertava minha cabeça e pressionava a minha boca contra aquela vara me fazendo engasgar as vezes.
Ele: Caralho que chupada maravilhosa, chupa...Engole tudo seu safado Marrento.
Me sentia uma vadia, uma puta mesmo e estava adorando tudo que acontecia.
Ele então me puxou e voltou a me beijar e foi no pé do meu ouvido:
Ele: Deixa eu te comer?
Eu: Aqui?
Ele: É aqui, agora!
Nisso ele me virou e abaixou a minha calça e foi abaixando dando beijos nas minhas costas levantando a minha camisa e chegou a minha bunda.
Quando ele começou a morder a minha bunda fui as alturas, me contorcia pedia mais e então a língua dele chegou ao meu buraquinho que delicia. Ele sabia muito bem como chupar um cu, ele cuspia botava o dedo esfregava a cara e tentava me invadir ora com o nariz ora com a lingua, nossa como eu estava louco e não estava me aguentando.
Nisso ele levantou eu me virei pra ele e peguei uma camisinha que tinha na carteira.
Ele: Não pode ser sem camisinha?
Eu: Obvio que não.
Ele: Eu sou Limpo.
Eu: Tudo bem mais não vou arriscar.
Nisso coloquei a camisinha na boca e fui desenrolando no pau dele com a minha boca. Me virei novamente e ele começou a passar o pau dele na portinha do meu cu que estava pedindo por aquele pau enorme.
Ele então colocou o pau entre as minhas nádegas e começou a fingir comer minha bunda.
Ele: Que bunda delicosa, enorme ... Adorei! Que gordinho delicioso você é.
Eu: Mete ,por favor, mete, me arromba.
Com essa frase meteu sem dó, o que me fez ver estrelas, automaticamente fugi do pau dele.
Ele: O que foi?
Eu: você tá loco doeu pra caramba. Quase gritando de dor mais me contendo por estar num banheiro publico.
Ele: Desculpa me empolguei vou colocar devagar.
Ele então desceu novamente até o meu cu e voltou a chupar anestesiando a minha dor e voltando a me dar prazer.
Ele então voltou a começou numa felação deliciosa me beijando e voltou a colocar o pau na portinha do meu cu. Dessa vez ele foi mais carinhoso e enquanto me beijava ele ia colocando o pau centímetro por centímetro me beijando deliciosamente.
Quando eu senti o pentelho dele bater na minha bunda me causando dor ainda, ele deixou ele um pouco lá dentro.
Ele: Que cu delicioso, Quentinho, Gostoso....Aaaaaaiiiii
Eu: Me fode. Devagar ...
Ele: Nossa que delicia...
Ele aumentou os movimentos de vai e vem e depois quando eu já estava apertando a coxa dele e pressionando a minha bunda contra o corpo dele pra que entrasse mais e mais ele começou a aumentar o ritmo.
Ele: Que delicia de cu, seu viadinho Marrento.
Eu: Me come ,Heterro gosto. ME FODE!!!
Ele foi aumentando o ritmo e eu quando ameacei gemer mais alto ele começou a me beijar pra abafar meus gemidos. Senti aquele pau pulsando no meu cu.
Ele: Deixa eu gozar na sua boca?
Eu: Deixo.
Eu me abaixei e ele tirou a camisinha quando anunciou o gozo eu comecei a chupa-lo e foram uns 4 jatos que iam mais fundo e eu engoli tudinho.
Ele: Caralho você é delicioso, marrento.
Eu: Delicioso e você, nossa Que pau.
Ele: Posso mijar só um pouquinho na sua boca?
Eu: Vai me molhar .
Ele: Eu tomo cuidado. Balancei a cabeça dizendo que sim. Ele primeiro mijou no vaso e depois segurou o mijo e mirou na minha boca, eu estava nas alturas com aquele macho delicioso mijando e me fazendo submisso a ele.
Quando ele terminou pediu meu telefone e como o meu rádio e meu celular tinham desligado eu não pude anotar o nome dele e apenas ele anotou dizendo que me ligaria.
Ele: Você não tá de Kaô néh? Esses números são seus mesmo neh? Quero comer esse cu delicioso, de novo.
Eu; São meus ...rs!
Quando cheguei em casa chegou a mensagem de chamadas de ontem deve ter sido ele, Agora é esperar pro próximo encontro...

Nenhum comentário:

Postar um comentário